Armas e drogas são apreendidas em operação em Praia Grande

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011


Drogas, armas, munições, mídias piratas, veículos e objetos de origem criminosa foram apreendidos nesta quarta-feira durante operação policial no Bairro Caieiras, em guia de Praia Grande. A operação ainda resultou na prisão de Shrek, um dos acusados de liderar o tráfico na área.

Luiz Carlos Santos Santana, o Shrek, de 26 anos, foi preso sob a acusação de tráfico e posse ilegal de munições de uso restrito, após os policiais acharem anotações relacionadas à venda de drogas, 25 cartuchos de fuzil AR-15, balança e materiais para embalar tóxicos em uma casa usada pelo acusado, na Rua da Paz.

Shrek reside em outro imóvel, onde foram apreendidos objetos de procedência supostamente ilícita. Em um EcoSport do marginal havia oito cápsulas com cocaína. Além desse veículo, um Fiat Palio de Shrek foi apreendido. Vizinho do imóvel onde estavam as munições de fuzil, Adevanir Souza de Oliveira Neto, de 22 anos, também foi autuado por tráfico, porque possuía maconha em sua residência.

Fuga no mangue

Em outro local do bairro, mais precisamente na esquina das ruas Machado de Assis e Santa Clara, investigadores tiveram a atenção voltada para um Kadett branco.

Dois homens ocupavam o veículo e pressentiram a abordagem policial. Eles desembarcaram e correram em direção a um mangue situado nos fundos do bairro. A dupla conseguiu fugir sem ser identificada, mas deixou no automóvel uma mochila contendo dois rádios de comunicação, um celular, 36 porções de maconha, uma porção a granel de maconha e uma pedra de crack pesando 118 gramas.

Outra dupla

Mais dois homens não identificados escaparam do cerco policial, na Rua Machado de Assis. Os desconhecidos também correram em direção ao mangue, deixando no caminho 12 munições de calibre 38, 19 pedras de crack, uma porção de maconha pesando 120 gramas, 13 porções pequenas de cocaína e 100 cápsulas de plástico vazias, do tipo que é usada para o acondicionamento de drogas.

Revólveres

Em um terreno na Rua Olavo Bilac, um saco plástico chamou a atenção de dois investigadores, que se aproximaram para examiná-lo. Dentro dele havia sete revólveres (quatro de calibre 32 e três de calibre 38). Todas as armas estavam desmuniciadas e tinham a numeração raspada.

Mais Cápsulas e mídias

Às margens do Rio Caieiras, com acesso pela Rua Machado de Assis, as buscas se concentraram na tentativa de capturar os marginais que fugiram. Eles não foram detidos, mas os policiais encontraram em dois pontos diferentes o total de 428 cápsulas vazias, indício da existência de mais drogas no Caieiras.

Planejada pela Delegacia Seccional de Santos e Delegacia de Praia Grande, a blitz teve como principais focos a repressão ao tráfico de drogas e a apreensão de armas. Porém, os policiais ainda recolheram 5 mil DVDs, 800 CDs e 280 programas de jogos de diversos títulos, porque eles são aparentemente piratas. As mídias se encontravam na lan house na Rua Francisco de Assis, 3.990, e serão submetidas a perícia.

Fonte: A Tribuna

Deixe um Comentário